14/08/2017

Complexo Eólico Santa Vitória do Palmar é líder pelo segundo mês consecutivo do ranking de fator de capacidade no RS; Morrinhos fica em segundo na BA

Empreendimentos da Atlantic são destaque no relatório mais recente do ONS

Pelo segundo mês consecutivo, o Complexo Eólico Santa Vitória do Palmar liderou o  ranking de fator de capacidade do Rio Grande do Sul com a marca de 55,4%. Os dados são do boletim divulgado em agosto pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e fazem referência à atuação ao longo de julho.

Em fase final de implantação, o maior empreendimento da Atlantic Energias Renováveis contará, ao final das obras, com 207 MW (megawatts) de potência instalada, 12 parques eólicos e 69 aerogeradores distribuídos em 10.424 hectares de área. As obras estão previstas para serem concluídas ainda neste segundo semestre de 2017.

Outro empreendimento da Atlantic com destaque em julho foi o Complexo Eólico Morrinhos, localizado em Campo Formoso, na Bahia. O empreendimento ficou com a segunda colocação no estado, com fator de capacidade médio do mês de julho de 83,2%.

Em operação desde 2015, o complexo possui 6 parques eólicos,  90 aerogeradores e capacidade instalada total de 180 MW. Em julho, Morrinhos também obteve a expressiva marca de 72% de fator de capacidade no mesmo dia em que a região nordeste bateu novo recorde de geração instantânea de energia, com 5.790 MW (megawatts) e fator de capacidade de 71%, o que representa 59% de sua carga instantânea.

O Brasil é destaque na produção da energia eólica mundial. Atualmente, o país é nono colocado no ranking de capacidade na geração energética e o terceiro mais atrativo para investimentos desse porte (de acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Eólica – ABEEólica).