22/03/2017

Pequena Central Hidrelétrica da Atlantic pode gerar energia para até 70 mil pessoas

Localizada em Santa Catarina, PCH é alternativa ainda mais sustentável do que Usinas Hidrelétricas tradicionais


Neste dia 22 de março, celebra-se o Dia Mundial da Água, que é a maior fonte de geração de energia elétrica do Brasil – o recurso é responsável por 60% da matriz nacional em operação. A Atlantic contribui para este número com a sua Pequena Central Hidrelétrica (PCH) localizada no município de Passos Maia, em Santa Catarina. Com 9,6 MW (megawatts) de capacidade instalada, a PCH Rondinha é capaz de gerar energia para 18,5 mil residências (cerca de 70 mil habitantes).

As PCHs são fontes ainda mais sustentáveis do que as tradicionais Usinas Hidrelétricas (UHE), pois são construções de menor porte, mais baratas e com menor impacto ambiental. Para ser considerada uma PCH, as centrais devem ter entre 1,1 MW e 30 MW de capacidade instalada e área de reservatório de água de até 3 km². Essas obrigatoriedades fazem com que as PCHs possam ser instaladas em rios de pequeno e médio porte, o que contribui para a descentralização da geração de eletricidade. No caso da PCH Rondinha, ela está às margens do rio Chapecó e tem média de 60% de fator de capacidade.

Tipicamente, as Pequenas Centrais Hidrelétricas são construídas em rios com desnível significativo em seu percurso, como é o caso do rio Chapecó. Isso gera potência suficiente para movimentar suas turbinas, já que as PCHs operam a fio d´água, ou seja, não têm grandes reservatórios para armazenagem e por isso se aproveitam da vazão natural do rio.

Conscientização

Como parte das ações de sensibilização pelo uso consciente da água e dos recursos naturais, a Atlantic realizará uma atividade para cerca de 40 alunos do Pré II ao 2° ano da Escola Municipal Professor Oscar Machado, no município de Santa Vitória do Palmar (Rio Grande do Sul), onde a empresa constrói o seu maior empreendimento. A atividade acontece no dia 24 de março, sexta-feira, dois dias após a celebração do Dia Mundial da Água, e consistirá numa apresentação sobre o ecossistema do Complexo Eólico Aura Mangueira (CEAM), a importância da água e seu uso consciente e a importância de respeitar e conservar a fauna e a flora locais. Depois da apresentação, os alunos realizarão uma atividade prática.