29/04/2016

Reserva Indígena em Roraima ganhará usina eólica em 2017

Cerca de mil moradores serão contemplados pela energia elétrica gerada a partir dos ventos

A Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, receberá o primeiro sistema de geração de energia eólica da Amazônia em 2017.  O projeto abastecerá aproximadamente mil pessoas em duas comunidades, Maturuca e Pedra Branca, contempladas pelo Programa Luz Para Todos, coordenado pelo Ministério de Minas de Energia (MME). A região poderá, no futuro, gerar até 400 Megawatts (MW) de energia – cerca de 5% da geração eólica nacional atualmente*.

A ideia de gerar energia a partir dos ventos nas comunidades indígenas surgiu como uma alternativa aos projetos hidrelétricos previstos para a região, que podem trazer impactos socioambientais negativos e destruir locais sagrados para os índios.

Chamado de “Cruviana” − termo popular que significa vento frio e úmido da madrugada − o projeto é uma parceria entre o Instituto Socioambiental (ISA), o Conselho Indígena de Roraima (CIR) e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A iniciativa continuará fazendo estudos na região para mapear outras 90 comunidades que poderão ser beneficiadas nos próximos anos. De acordo com o levantanto, há capacidade de gerar energia elétrica para até 10 mil pessoas em aproximadamente 100 comunidades.

*Dados do Instituto Socioambiental (ISA) e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).